Com mix de soluções nas contenções e fundações, prédio na Avenida Paulista vence Prêmio ABEG Sigmundo Golombek

A Associação Brasileira das Empresas de Projeto e Consultoria em Engenharia Geotécnica (ABEG) anunciou em março o projeto campeão da primeira edição do Prêmio ABEG Sigmundo Golombek, que reconhece projetos de fundações e contenções concluídos entre 2015 e 2017. A iniciativa, que homenageia o engenheiro falecido no dia 11 de agosto de 2017, será realizada a cada dois anos.

O projeto campeão foi o do Grande Ufficiale Evaristo Comolatti, que fica no cruzamento da Avenida Paulista com a Rua da Consolação, em São Paulo. Executado pela Consultrix Engenheiros Associados, o trabalho teve como principais desafios causar o mínimo possível de deformação às estruturas existentes e transmitir os carregamentos da edificação ao subsolo sem interferir no Metrô de São Paulo, pois o impacto de algum problema nestas instalações poderia causar um grande transtorno ao maior meio de transporte público da maior cidade da América Latina.

O material do subsolo é Argila Porosa Vermelha, típica na região. Três soluções construtivas foram adotadas na contenção. Nos dois alinhamentos e na divisa com o edifício da rua da Consolação foram projetadas paredes diafragma com espessura de 40 cm com quatro linhas de tirantes provisórios. Já na região do shaft de alimentação do Túnel de Sala Técnica, a Contenção foi projetada em Estaca tipo Hélice Contínua ø50cm. Por fim, na divisa dos fundos adotou-se a solução de perfis metálicos implantados em estacas tipo raiz ø 50cm.

Devido a existência dos túneis do metrô, as fundações do edifício foram projetadas geometricamente desviando destas estruturas. Com os comprimentos variando de 43,00 m a 62,00 m, no meio do terreno, foi adotada a solução em estacas escavadas de grande diâmetro com uso de fluído estabilizante. Para os pilares periféricos, com cargas aproximadas de 180 tf, dimensionou-se sapatas apoiadas no solo.

Uma condição para o dimensionamento das estacas é que as mesmas não atingissem o terreno ao lado das paredes dos túneis, com isso foi considerado apenas o atrito lateral das peças abaixo da cota do piso dos mesmos.

As fundações e contenções foram executadas pela Geofix.

Por Gabriel Gameiro

Veja também: