Qual é a solução mais indicada para isolamento acústico de tubulação de esgoto embutida em parede de drywall?

Tubulações de esgoto instaladas no interior de paredes de drywall podem gerar ruído aéreo, que se propaga na câmara de ar existente entre as placas que compõem a parede, decorrente da movimentação de fluidos e detritos nos tubos. Dependendo da forma de fixação das tubulações, também pode haver transmissão de ruído por meio dos componentes da parede, devido à vibração dos tubos em contato com a parede.

Nos dois processos, tanto o de emissão de ruído aéreo quanto o de transmissão via estrutural, existem diversas possibilidades de mitigar o ruído, dentre elas, envolver a tubulação com mantas absorvedoras acústicas, para diminuir a emissão aérea de ruído, e também utilizar amortecedores nos elementos de fixação da tubulação na parede, a fim de atuenuar a transmissão de ruído gerado pela vibração.

Físico Marcelo de Mello Aquilino
Cetac – Centro Tecnológico do Ambiente Construído

CPVC: tubulação de plástico para água quente

Em que medida o uso do CPVC e similares está consolidado como solução para tubulação de água quente? Há algum caso em que o cobre (tradicional) não pode ser substituído pelo plástico?

Os tubos e conexões de materiais poliméricos (CPVC, PP-R, PE-X, entre outros) são de ampla utilização e têm sua aplicação consolidada em redes de distribuição de água quente. O que deve ser observado na sua aplicação é a temperatura máxima a ser atingida pela água, pois cada tecnologia tem um limite que, se ultrapassado, pode causar ruptura ou reduzir a vida útil do tubo. Em aplicações onde há o risco de se atingir temperaturas mais elevadas (acima de 90° C) o cobre é a opção mais usual.

Eng° Daniel Setrak Sowmy
Cetac – Centro Tecnológico do Ambiente Construído

Veja também: