Notícias rápidas da engenharia

Megaempreendimento de uso misto desafia região central de Curitiba

Considerado o primeiro megaempreendimento de uso misto “cinco em um” da capital paranaense, o recém-inaugurado The Five reúne hotel, restaurante, lojas, unidades residenciais e comerciais. Localizada no centro de Curitiba, a obra foi iniciada em outubro de 2013 e o grande desafio foi a sua magnitude: cravado em uma das mais tradicionais regiões da cidade, o edifício possui 33 andares e quatro subsolos.

“Foi preciso executar uma parede-diafragma para segurar as edificações vizinhas. A obra nos fez pensar em novas logísticas na carga, descarga no transporte vertical pelo fato de estar em uma área central e com vizinhos ao redor de um prédio com 33 andares faceando com a rua”, explica Rafael Tuska, engenheiro da Thá Engenharia.

Com aproximadamente 60 mil m2 de área construída, o empreendimento, lançado em fevereiro deste ano, foi realizado pela Thá Engenharia com incorporação da Tecnisa e oferece 202 apartamentos residenciais, 180 suítes de hotel, 88 salas comerciais, dez lajes corporativas e nove lojas.

Museu do Amanhã vence prêmio internacional de inovação sustentável

Divulgação

Divulgação

 

O Museu do Amanhã venceu o prêmio internacional Mipim (Mercado Internacional dos Profissionais Imobiliários), em Cannes, na França. Localizado na zona portuário do Rio de Janeiro, ele foi reconhecido na categoria Edifício Verde Mais Inovador.

Assinado pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava, o projeto visava ao melhor aproveitamento dos recursos naturais da região. Na avaliação do júri da premiação, destacou-se a tecnologia utilizada para captar energia solar e o uso de águas geladas do fundo da Baía de Guanabara no sistema de ar-condicionado. Entre as outras ações realizadas durante a construção dos barracões da obra. Somente com essa iniciativa foram poupadas toneladas de aço.

Aplicativo facilita vistoria de imóvel em SC

O aplicativo feito por uma construtora de Santa Catarina concentra dados de processos desde a fase inicial da construção até a entrega da chave do imóvel – o que inclui as inspeções de qualidade e visitas de assistência técnica. Com a nova ferramenta o cliente pode fazer uma vistoria completa de uma hora e meia – tempo suficiente para realizar a inspeção de todos os itens do imóvel na data da entrega. A ficha técnica detalhada é disponibilizada em tempo real aos clientes.

Para uso da construtora, o aplicativo cria um histórico do imóvel que reúne processos de qualidade, engenharia, gestão de documentos e segurança no trabalho, além das informações da própria vistoria. Criadora da ferramenta, a Embraed Empreendimento levou seis meses para desenvolver e executar ajustes nessa nova plataforma web.

Estudo analisa argilas diferentes em cimento Portland

Um estudo de mestrado da pesquisadora Ariane Martho analisou a utilização de vários tipos de argila provenientes de diferentes regiões do Brasil na composição de cimento Portland CP II-Z. O objetivo era identificar a correlação entre a composição mineralógica das argilas utilizadas como pozolana no cimento Portland tipo II e seu impacto nas propriedades mecânicas e reológicas.

As argilas vieram de Rondônia, Mato Grosso, Goiás e São Paulo. E o trabalho de pesquisa constatou que, quando maior o teor de metacaulinita presente nas argilas, maior a atividade pozolânica. Em compensação, a presença do aditivo na argila aumenta a demanda por água, o que acaba resultando na menor resistência à compressão do cimento.

“Por norma, os cimentos devem apresentar uma resistência mínima à compressão, necessária para que ele atenda à exigências de cada aplicação. Cimentos de menor resistência, por exemplo, poderiam ser inadequados para a aplicação em elementos estruturais de prédios, cujo material deve apresentar resistência para suportar o peso de vários andares”, detalha Ariane Martho, mestre em edificações. Seu estudo foi concluído sob a orientação de um pesquisador do Laboratório de Materiais de Construção Civil do Instituto de Pesquisa Tecnógicas (ITP)

Ariane, que é analista de R&B da GCP Applied Technologies, considera que para o desenvolvimento de aditivos químicos melhoradores de qualidade de cimento – campo de atuação da GCP – é imprescindível um entendimento completo do clínquer (princiapl componente de cimento Portland) e das adições mineiras ou de materiais cimentícios suplementares, motivo pelo qual o estudo de argilas calcinadas passou a ser de grande importância.

Veja também: