Teste Sistemas Construtivos | Téchne

Planejamento

teste

Teste Sistemas Construtivos

Estação pré-fabricada para tratamento de esgoto sanitário

Content Stuff
26/Abril/2013

Descrição do sistema
Sistema de estação pré-fabricada para tratamento de esgoto sanitário (ETE), instalado acima ou abaixo do nível do solo, em obras residenciais, comerciais e industriais. Segundo a Mizumo, empresa que fabrica o equipamento, ele pode também ser instalado em bairros, vilas, distritos, municípios, concessionárias e empresas de serviços municipais de saneamento ambiental. Os tanques da ETE são fabricados com Plástico Reforçado com Fibra de Vidro (PRFV), possuem dimensões variadas e são especificados de acordo com as características de cada local, do efluente de entrada, do corpo receptor e da destinação a ser dada à água tratada. O sistema trata de forma simultânea as águas cinzas e as águas negras. De acordo com a empresa, o sistema possibilita a geração de água de reúso para fins não potáveis e controlados.

Características técnicas
Os tanques que compõem o corpo da ETE são produzidos com PRFV, compósito de polímero termofixo, que, segundo a empresa, permite produzir peças de formatos e dimensões variados, com baixa densidade, resistência à abrasão e durabilidade adequadas.

O sistema de controle e operação pode ser adaptado à disponibilidade de instalações nos empreendimentos, considerando desde a automação simples até um sistema de armazenamento e envio de dados por telemetria para monitoramento remoto.

No dimensionamento do sistema são considerados, dentre outros, os seguintes aspectos:
- Caracterização da origem do esgoto gerado e sua vazão diária;
- Definição do destino final do efluente tratado;
- Identificação de pico de vazão horária;
- Área de implantação e local de acesso;
- Perfil hidráulico da rede de esgoto para definição da cota do sistema, ou eventual necessidade de implantação de sistemas elevatórios.

Execução
Os tanques de PRFV são produzidos em equipamento de enrolamento filamentar, considerado o principal processo de produção da empresa. São produzidos em duas etapas, sendo a primeira de proteção química e a segunda, estrutural. Para a proteção química, são utilizadas camadas formadas por véu de superfície, manta e fios de fibra de vidro, impregnadas por uma resina isoftálica ou éster-vinílica. Para a proteção estrutural, são utilizadas camadas de fios a 35° e 55°, para tanques horizontais, e 0° e 90°, para tanques verticais e ainda hop shop (fios picados) com resina ortoftálica (externo).

Neste processo, os fios são puxados uniformemente pela força de um mandril rotatório que constrói cilindros de estrutura reforçada, com resistência mecânica e proteção química contra ação do esgoto sanitário. Após o tempo de cura e a desmoldagem, o tanque segue para uma cabine de lixamento e, em seguida, passa pela traçagem, onde são marcados os locais de todos os componentes e peças a serem inseridos na linha de montagem.

De acordo com a empresa, o transporte, o posicionamento e a instalação do sistema também são de responsabilidade da Mizumo ou de seus prepostos credenciados. Estes procedimentos são realizados após o término das obras de infraestrutura, como por exemplo, fundações para apoio dos reservatórios, casa de máquinas e alimentação elétrica, conforme o dimensionamento e as especificações fornecidas pelo departamento de engenharia e instalação da fabricante. A área de instalação varia de acordo com o sistema (ETE), em geral entre 0,3 m² e 1,0 m²/m³ de esgoto tratado.


Posicionamento do equipamento

Indicadores de prazo
Segundo a empresa, o padrão de produção permite a fabricação e a instalação em prazos relativamente baixos, em média 30 dias. Dependendo do porte do empreendimento e do tempo de execução das obras de infraestrutura necessárias, o sistema já pode entrar em operação no local especificado com as obras em andamento.

Ferramentas e equipamentos necessários para a execução do serviço e produção dos painéis
Além dos equipamentos de fabricação, na obra há necessidade da disponibilização de caminhão tipo "munck" ou guindaste, dependendo da distância e massa dos tanques.

Segurança
Para garantir a segurança no trabalho, a fabricante informa que qualifica seus colaboradores para atender as normas reguladoras, tais como a NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade, a NR-18 - Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção, a NR-33 - Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados e a NR 35 -Trabalho em Altura, além de elaborar o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA).

A seguir, a relação dos EPIs necessários à execução do serviço:
- Bota de segurança com bico de aço;
- Capacete de segurança;
- Cinto de segurança com travaquedas (preso em cabo de aço ou corda de segurança auxiliar), para trabalhos em altura superior a 2 m;
- Luva de proteção (vinílica ou raspa);
- Macacão de proteção;
- Óculos de segurança;
- Protetor auricular.

 

 

 

Destaques da Loja Pini
Aplicativos