Novo texto da norma de acústica em edificações da ABNT está em consulta nacional | Téchne

Normas e legislação

Notícias

Novo texto da norma de acústica em edificações da ABNT está em consulta nacional

Sugestões para a revisão da normativa vigente desde 1987 podem ser enviadas até 14 de agosto

Kelly Amorim, do Portal PINIweb
17/Julho/2015
Marcelo Scandaroli

Está em consulta nacional até o dia 14 de agosto o quarto projeto de revisão da NBR 10152 - Acústica - Níveis de Pressão Sonora em Ambientes Internos e Edificações da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). O novo texto, distribuído em 21 páginas, substitui a norma composta por quatro páginas vigente desde 1987.

O quatro projeto, que começou a ser elaborado em 2013, contempla as proposições apresentadas durante a consulta nacional do terceiro projeto, elaborado no ano anterior. Sendo assim, o novo texto considera as normas NBR 16313:2014 Acústica - Terminologia e IEC 61672:2013 (Partes 1, 2 e 3) e demais versões das normas de instrumentação eletroacústica.

A principal diferença em relação à norma vigente está na apresentação, além de uma tabela de critérios, de descrições detalhadas de metodologias de medição e de valores de referência para ambientes internos e edificações de acordo com sua finalidade de uso. Foram subtraídos ambientes que caíram em desuso, como salas de mecanografia, e incorporando novos, como salas de concerto, cinema e teatros.

De acordo com o coordenador da norma, Krisdany Cavalcante, "a revisão do texto foi motivada pela necessidade de harmonizar os procedimentos técnicos para a realização de medições dos níveis de pressão sonora, determinação do nível sonoro representativo de um ambiente interno de uma edificação, bem como à avaliação destes ambientes internos a partir da comparação dos resultados obtidos com os valores de referência especificados pela tabela anterior".

Após o término do prazo para consulta pública, a ABNT irá analisar as considerações e deliberar sobre a aprovação e publicação da norma ainda em 2015.

Para enviar sugestões ao CB-02, comitê responsável pela revisão da norma, clique aqui