Prêmio para estudantes de arquitetura e engenharia da América Latina e Caribe vai reconhecer propostas de habitação em concreto | Téchne

Agenda

Notícias

Prêmio para estudantes de arquitetura e engenharia da América Latina e Caribe vai reconhecer propostas de habitação em concreto

Podem participar obras executadas em concreto preparado na obra, concreto dosado em central, pré-fabricados, blocos de concreto ou materiais à base de cimento. Premiação inclui bolsas de estudos e viagem

Gabrielle Vaz, do Portal PINIweb
8/Março/2017
Reprodução

A Federación Interamericana del Cemento (FICEM) e a Federación Iberoamericana del Hormigón Premeszclado estão promovendo a primeira edição do prêmio Viver em Concreto, voltado a estudantes de arquitetura e engenharia da América Latina e Caribe. Serão premiadas propostas de habitações de interesse social que tenham como material principal o concreto (seja concreto preparado na obra, concreto dosado em central, pré-fabricados ou blocos de concreto) ou materiais à base de cimento (argamassas ou solo cimento, entre outros).

Segundo a organização da premiação, as propostas devem se destacar por sua qualidade, inovação, desempenho, economia, versatilidade e estética; bem como a otimização de recursos, economia de energia, conservação e proteção do entorno físico e do meio ambiente, e o seu impacto positivo na economia e na sociedade.

Poderão participar, individualmente ou em dupla, estudantes de arquitetura, construção e engenharia civil de Universidades da América Latina e Caribe que estejam cursando os últimos dois anos do curso ou fazendo a sua tese ou trabalho de graduação. Todos os participantes que apresentarem seus projetos em conformidade com as regras receberão um certificado de participação neste prêmio internacional.

O primeiro colocado ganhará uma viagem com todas as despesas pagas para apresentar o projeto no II Congresso Latinoamericano de Habitação: Viver em Concreto, que será realizado em 9 e 10 de novembro em Salvador, e bolsa de estudos de 100% da Structuralia para Master Internacional Online, no valor entre seis mil e sete mil dólares com diploma na Universidade Politécnica da Cataluña ou na Universidade Internacional Isabel I da Espanha. Para o segundo e terceiro lugar serão bolsas de estudos de 100% da Structuralia para o Curso Internacional Online a ser escolhido no valor entre US$ 400,00 e US$ 600,00.

As propostas de projetos devem ser exclusivas, não patenteadas e não ter sido apresentadas para outros concursos. Para se inscrever, os interessados precisam enviar o formulário pelo site da premiação até o dia 1º de maio. O Comitê de Habitação e Urbanismo informará aos candidatos sobre a aceitação da participação e após a aprovação deverão ser enviadas as propostas dos projetos até 15 de julho.

Para mais informações, clique aqui