Como construir: sistema de coleta de águas pluviais | Téchne

Obras

Como construir: sistema de coleta de águas pluviais

Tecnologia de retenção e armazenamento da água da chuva deve estar presente desde a fase inicial do projeto do edifício. No Brasil, a remediação é mais comum do que a inclusão desse item desde a fase da concepção

Dirceu Neto
Edição 245 - Agosto/2017
Park One Ibirapuera, o segundo residencial do Brasil a obter um selo AQUA-HQE. Na página ao lado, detalhamento do sistema de reutização de águas pluviais e águas cinzas concebido para o edifício

Com histórico relativamente recente no Brasil, os sistemas de coleta de águas pluviais são uma alternativa racional para os empreendimentos residenciais e comerciais aproveitarem a água, antes descartada, e diminuir os gastos com o abastecimento. Para isso, é importante que o projeto de aproveitamento seja considerado já na fase inicial e que a construtora também siga todos os procedimentos de acordo com a normatização existente.

A norma que rege a captação de águas pluviais é a NBR 15.527:2007 Água de Chuva - Aproveitamento de Coberturas em Áreas Urbanas para Fins Não Potáveis, como irrigação de jardins, uso em descargas sanitárias e lavagem de pisos. O documento estabelece as referências técnicas para os equipamentos, como reservatórios, calhas, instalações prediais, bombeamento, além da manutenção e qualidade final da água.

Como foi criada há dez anos, tem algumas defasagens. Uma delas seria atender às análises de coliformes totais e termotolerantes, conforme cita o engenheiro Plínio Tomaz, coordenador da formulação do texto. 'Nós solicitamos para a ABNT a revisão da norma, o que deve ser feito ainda neste ano', explica o engenheiro, que ressalta também a importância de o projeto ser realizado por profissionais especialistas da área, como engenheiros, arquitetos ou tecnólogos.

Conteúdo exclusivo para assinantes da revista Téchne

Outras opções

Destaques da Loja Pini
Aplicativos