Confira as possibilidades de projeto e execução das lajes nervuradas | Téchne

Tecnologia

Confira as possibilidades de projeto e execução das lajes nervuradas

Baseado em vazios e vigas estruturais, sistema proporciona redução no consumo de concreto e aço quando comparado a lajes planas

Bruno Loturco
Edição 242 - Maio/2017

Por definição pura e simples, lajes nervuradas são aquelas 'moldadas no local ou com nervuras pré-moldadas, cuja zona de tração é constituída por nervuras entre as quais pode ser colocado material inerte'. Isso é o que diz a NBR 6.118:2014 - Projeto de Estruturas de Concreto. Na prática, uma laje nervurada é formada por um conjunto de vigas que se cruzam, unidas por uma mesa, conforme resume Eugenio Cauduro, diretor da Cauduro Assessoria e Consultoria Empresarial. 'Esse tipo de laje possui comportamento intermediário entre o de laje maciça e o de grelha', diz.

A ideia que pautou o desenvolvimento dessa tecnologia é a da eliminação do concreto abaixo da linha neutra de forma que o resultado fosse uma redução no peso próprio da estrutura com melhor aproveitamento do aço e do concreto. Dessa maneira, explica Cauduro, 'a resistência à tração é concentrada nas nervuras e os materiais de enchimento têm como função única substituir o concreto, sem colaborar na resistência'.

Além de reduzir o volume de concreto, essa concepção proporciona economia de mão de obra e de fôrmas, o que, para Cauduro, aumenta a viabilidade do sistema construtivo como um todo. 'E mais, o emprego de lajes nervuradas simplifica a execução e permite a industrialização, com redução de perdas e aumento da produtividade, racionalizando a construção', afirma.

Conteúdo exclusivo para assinantes da revista Téchne

Outras opções