Utilização da linha de balanço: como dimensionar equipes e demandar o ritmo de produção das atividades | Téchne

Artigo

Utilização da linha de balanço: como dimensionar equipes e demandar o ritmo de produção das atividades

Edição 241 - Abril/2017

Cintia Beitler Abrantes,
engenheira civil da MRV Engenharia e Participações S/A

Dr. Wilson Shoji Iyomasa,
professor da Universidade Anhembi Morumbi
pesquisador III do Instituto de Pesquisas Tecnológicas - IPT

A linha de balanço é uma técnica de planejamento utilizada para a programação de atividades repetitivas de um projeto, definindo o ritmo de trabalho de cada tarefa para se obtiver as linhas balanceadas. Um item extremamente importante para o funcionamento da linha de balanço com eficácia é possuir os índices de produtividade de cada serviço de acordo com a realidade da empresa, pois com essas informações pode-se dimensionar as equipes e demandar o ritmo de produção para cada atividade de maneira assertiva, isso traz resultados como: ter o conhecimento da data exata do início de cada serviço, evitando a ociosidade da equipe ou interferências com as outras atividades (atropelamento), e também a correta contratação do número de funcionários, evitando o excesso de mão de obra e o alto custo com folha de pagamento.

Introdução
O setor da construção civil tem um importante papel na economia brasileira, por outro lado é um dos setores mais sensíveis com as variações da economia interna do país. Isso exige que as empresas da indústria da construção civil busquem melhorias para se tornar cada vez mais competitivas.

A atual crise financeira, que atinge o setor, obriga as empresas a encontrar um diferencial para se destacarem no mercado, e isso gera um aumento na concorrência, notadamente, por níveis de produtividade cada vez melhores e de controle gerencial rigoroso nas obras.

Conteúdo exclusivo para leitores
cadastrados ou assinantes da revista Téchne

Ainda não é um assinante PINI?
Escolha uma das opções abaixo e faça já sua assinatura.