Na UFPR, curso de engenharia tem disciplina para preparar gestores | Téchne

Téchne Educação

Na UFPR, curso de engenharia tem disciplina para preparar gestores

Matéria apresenta conceitos de produtividade, eficiência e eficácia dos processos de produção

Edição 235 - Outubro/2016

A disciplina Administração e Organização de Empresas de Engenharia integra a grade curricular de diversos cursos de Engenharia da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Na maioria deles (Civil, Elétrica, Mecânica, Cartográfica e Agrimensura, Ambiental e Bioprocessos) é uma disciplina obrigatória, em geral ministrada nos últimos períodos (9º ou 10º semestre), quando o aluno está prestes a ingressar no mercado de trabalho. Em alguns cursos, como Engenharia Química, Produção e Matemática Industrial, é oferecida como disciplina optativa.

Originalmente, a disciplina foi concebida para capacitar o futuro engenheiro a atuar como empresário ou gestor de negócios nas áreas de engenharia. Segundo o professor José Ricardo Vargas de Faria, responsável por ministrar a disciplina, desde a criação do curso de Engenharia Civil da UFPR, em 1913, já constavam disciplinas que abordavam temas como Contabilidade, Correspondência Comercial, Economia Política e Direito Administrativo. 'Esta perspectiva estava fortemente associada ao perfil ocupacional dos engenheiros e à posição dos cargos de engenharia até meados do século XX, tanto na iniciativa privada quanto no setor público', afirma. 'Contudo, as transformações no perfil ocupacional associadas à reestruturação produtiva exigiram a revisão dos objetivos da disciplina', esclarece.

Faria destaca que os dados dos Relatórios Anuais de Informações Sociais (Rais) vêm indicando, na última década, que cerca de 58% dos profissionais de engenharia atuam na condição de trabalhadores com carteira assinada e menos de 4% atuam como empregadores, sendo expressivos, ainda, os vínculos como servidor público (acima de 10%) e como trabalhador por conta própria (cerca de 20%). 'Por este motivo, a orientação atual da disciplina é fornecer subsídios para que o engenheiro compreenda e aplique conhecimentos de administração, a partir dos conceitos de produtividade, eficiência e eficácia do trabalho, nos processos de produção e circulação de bens e serviços de engenharia, independente de ocupar cargos gerenciais', justifica. Além disso, a disciplina procura enfatizar as dimensões humanísticas da gestão, promovendo uma formação mais interdisciplinar do engenheiro. O curso aborda temas como: processo de trabalho e de produção; tecnologias de processo e reestruturação produtiva; administração estratégica e posicionamento de mercado; planejamento, avaliação e controle; análise de cenários; organizações; produção e operações; finanças; gestão de pessoas e liderança; e noções de Direito Empresarial, Trabalhista e Tributário.

Conteúdo exclusivo para assinantes da revista Téchne

Outras opções