Especialista fala das novidades e vantagens do concreto autoadensável | Téchne

Entrevista

Bernardo Tutikian

Especialista fala das novidades e vantagens do concreto autoadensável

Tendências, pesquisas e obras com o material são tema do 58º Congresso Brasileiro do Concreto, em Belo Horizonte

Eder Santin
Edição 235 - Outubro/2016
Acervo pessoal

BERNARDO FONSECA TUTIKIAN

Engenheiro civil formado em 2002 pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), mestre e doutor em engenharia, ambos os títulos obtidos na UFRGS, em 2004 e 2007, respectivamente, fez pós-doutorado pela Universidad Tecnológica de La Habana (Cujae) em 2013 e é professor visitante da Missouri University of Science and Technology. Especialista e consultor em dosagem de concretos autoadensáveis (CAA), publicou mais de 100 trabalhos em periódicos e eventos e é coautor (ao lado de Denise Dal Molin) do livro 'Concreto autoadensável' (PINI, 2015, 2ª edição). Coordena o Instituto Tecnológico de Desempenho para Construção Civil - ITT Performance e o projeto Redetec. É docente permanente do mestrado profissional e das disciplinas de tecnologias construtivas, materiais de construção e patologia na Unisinos, além de coordenar os cursos de especialização em construção civil e patologia nas obras civis. No Instituto Brasileiro do Concreto (Ibracon), é diretor regional do Rio Grande do Sul, diretor de eventos e conselheiro. Também é membro fundador e presidente de honra da Alconpat Brasil e gestor da Alconpat Internacional.

Se existe uma tendência pela industrialização da construção civil, é certo também que o concreto autoadensável (CAA) será um dos personagens desse cenário futuro. Foi assim nos países mais avançados e deve ocorrer o mesmo no Brasil, conforme determinarem o ritmo da oferta de mão de obra e também os preços dos aditivos superplastificantes e modificadores de viscosidade. No livro 'Concreto Autoadensável' (PINI, 2015, 2a edição), dos professores Bernardo Fonseca Tutikian e Denise Carpena Dal Molin, os autores são assertivos nesse prognóstico, ao destacar as vantagens do CAA: 'elimina-se a necessidade de adensamento, o qual se traduz em ganho de tempo, redução de mão de obra e minimização dos inconvenientes da vibração (...). Além disso, elimina-se a heterogeneidade causada à vibração do concreto'. O tema, que está na pauta do 58o Congresso Brasileiro do Concreto, entre 11 e 14 de outubro de 2016, em Belo Horizonte, é objeto também desta entrevista do engenheiro e professor Bernardo Tutikian, um dos principais especialistas brasileiros no assunto.

Conteúdo exclusivo para assinantes da revista Téchne

Outras opções

Destaques da Loja Pini
Aplicativos