Construtoras estão descobrindo os caminhos para superar dúvidas e dificuldades para o atendimento da NBR 15.575 | Téchne

Normas e legislação

Construtoras estão descobrindo os caminhos para superar dúvidas e dificuldades para o atendimento da NBR 15.575

Empresas de referência do mercado estão mobilizadas, incorporando a norma em sua rotina e criando novos modelos de trabalho

Por Nanci Corbioli
Edição 235 - Outubro/2016

Divulgação: Tarjab
Perspectiva do edifício Soberano, lançado em junho pela Tarjab. Empreendimento comprova com ensaios e laudos atendimento à NBR 15.575

Divulgação: MRV Divulgação: Athivabrasil
Condomínio da MRV em São José dos Campos. Compromisso da empresa é garantir desempenho em todos os empreendimentos

Três anos depois de entrar em vigor, a NBR 15.575:2013 - Edificações Habitacionais - Desempenho ainda é uma ilustre desconhecida para boa parte das empresas de construção civil. Motivos não faltam. Resistência ao novo, dificuldade para compreender ou se adaptar às exigências da norma, falta de cultura no País para o cumprimento de normas técnicas, número reduzido de laboratórios para a realização de ensaios, produtos sem laudos de desempenho e até mesmo a estagnação econômica estão entre os principais fatores que explicam o avanço lento da Norma de Desempenho entre os escritórios de arquitetura, construtoras e fornecedores de materiais, componentes e sistemas.

A boa notícia é que, apesar dos obstáculos, as empresas de referência do mercado estão mobilizadas, incorporando a norma em sua rotina e criando novos modelos de trabalho. 'Existe um grupo, especialmente no Rio Grande do Sul e em São Paulo, que tem se mobilizado bastante para atender à norma', afirma a engenheira Maria Angélica Covelo Silva, sócia da NGI Consultoria e integrante das comissões de elaboração e revisão da Norma de Desempenho. Ela relata que tem feito seminários concorridos sobre o tema em várias cidades. 'No interior do Rio Grande do Sul, vemos 150 pessoas na plateia e todas participando com muito interesse', exemplifica.

Márcia Menezes, diretora de Inovação & Tecnologia do Centro de Tecnologia de Edificações (CTE), cita outras cidades, entre elas Rio de Janeiro, Uberlândia, Maceió, Aracaju e Goiânia, onde a consultoria já realizou treinamentos. 'Como a Norma de Desempenho vale somente para projetos aprovados a partir de 2013, ainda não existe um volume razoável de obras que nos permita saber o quanto essas empresas já colocaram em prática', comenta.

Conteúdo exclusivo para assinantes da revista Téchne

Outras opções

Destaques da Loja Pini
Aplicativos