Requisitos de desempenho aplicados em projetos de arquitetura com o uso de BIM | Téchne

Projetos

Requisitos de desempenho aplicados em projetos de arquitetura com o uso de BIM

Modelagem facilita visualização de elementos e componentes e oferece informações mais precisas e confiáveis

Edição 234 - Setembro/2016

Mauro Augusto Silva Júnior
Arquiteto, mestre pelo IPT no Programa de Mestrado Profissional em Habitação e consultor em soluções BIM na quattroD
mauro.augusto@quattrod.com.br
mauroasjr@gmail.com

Cláudio Vicente Mitidieri Filho
Engenheiro, pesquisador do Centro Tecnológico do Ambiente Construído do IPT e professor do Programa de Mestrado Profissional em Habitação do IPT.
claumit@ipt.br

Introdução
A atual evolução dos princípios tecnológicos na construção civil está aliada a um novo conceito, o Building Information Modeling ou Modelagem de Informação da Construção (BIM), que permite incluir informações necessárias (custos, prazos, especificações, dados dos fabricantes, parâmetros de desempenho, entre outros) para todo o ciclo de vida da edificação, desde a concepção até a demolição da edificação (incluindo a reutilização), passando pela execução, operação e manutenção (National Institute of Building Sciences, 2007).

Com o crescente uso do BIM no desenvolvimento de projetos, alguns itens que até então eram considerados pelos projetistas, arquitetos, engenheiros e construtores como barreiras para a adoção dessa nova tecnologia, como bibliotecas paramétricas e profissionais qualificados, estão sendo superados com muita velocidade pelos projetistas do mercado de AEC (arquitetura, engenharia e construção). A cada dia, mais fabricantes estão disponibilizando bibliotecas paramétricas de seus produtos e o mercado conta cada vez mais com profissionais qualificados tecnicamente e com conhecimento para operação dos softwares e para a parametrização dos componentes utilizados na modelagem.

Conteúdo exclusivo para assinantes da revista Téchne

Outras opções

Destaques da Loja Pini
Aplicativos