Metodologias e boas práticas de gerenciamento de obras - PDCA e Gerenciamento de projetos | Téchne

Planejamento

Metodologias e boas práticas de gerenciamento de obras - PDCA e Gerenciamento de projetos

Engenheiro explica metodologias para planejamento e controle de execução de obras

Edição 228 - Março/2016
 

Giulliano Polito
Diretor de obras da Lorenge, Project Management Professional e doutor em engenharia pela Universidade Federal de Minas Gerais
polito@polito.eng.br

A construção civil, por sua própria natureza, apresenta-se como um ambiente extremamente hostil para seus gestores. A dificuldade na definição e no controle do escopo, o grande número de interdependências entre as atividades, a necessidade de grande velocidade de resposta e as interfaces entre várias especialidades e intervenientes dão contornos de complexidade e imprevisibilidade e fazem com que o ambiente seja desafiador para qualquer metodologia de gestão. O grande desafio a ser vencido é garantir o resultado convivendo com todas essas incertezas. Não bastasse isso, a construção civil vem passando por grandes e rápidas mudanças nos últimos anos. Primeiro, o crescimento exponencial do mercado, aliado à falta de mão de obra e aumento do tamanho e complexidade dos empreendimentos e, mais recentemente, a brusca desaceleração do mercado que demandou uma rápida readequação da estrutura e do portfólio de projetos. Para sobreviver nessas condições, é necessário muito profissionalismo, ou seja, não há mais espaço para amadorismo ou empirismo na gestão.

São inegáveis o reconhecido atraso na utilização de boas práticas de gestão e o conservadorismo do setor, de modo que, mesmo não atingindo resultados satisfatórios, as práticas de gestão tradicionais permaneçam, em sua maioria, incontestadas pela alta administração das empresas. Na verdade, a gestão tradicional busca gerenciar por meio de um modelo previsível, inflexível e exato um empreendimento de construção civil que é muitas vezes imprevisível, incerto, mutável e complexo.

Ganhos consistentes e duradouros de eficiência só poderão ser obtidos por uma visão sistêmica e multiespecialista, abrangendo todas as disciplinas e todo o ciclo de vida dos empreendimentos. É necessário criar um sistema de gestão consistente e bem estruturado que permita a interação e coordenação entre todos os processos necessários. A boa notícia é que modelos e boas práticas para construção de um bom sistema não faltam. A má notícia é que nenhum deles isoladamente é capaz de sozinho enfrentar a complexidade da construção civil. Alguns oferecem bom apoio para o planejamento e controle do trabalho, outros ajudam na programação e controle da produção, outros ainda combatem o desperdício e organizam o trabalho de desenvolvimento do produto. Neste trabalho, apresentaremos metodologias e boas práticas reconhecidas pelo mercado e que, conjuntamente, se complementam e formam um sistema de gestão equilibrado e aderente à construção civil, sem, no entanto, ter a intenção de esgotar o assunto. São eles o PDCA, o Gerenciamento de projetos, o Gerenciamento pelas diretrizes e o Lean Construction. O Gerenciamento de projetos estrutura o planejamento, monitoramento e controle de todo o trabalho, o Gerenciamento pelas diretrizes estrutura o desdobramento de metas e objetivos a todos os níveis do empreendimento, o Lean Contruction organiza a gestão da produção e combate o desperdício de forma sistêmica e, finalmente, o PDCA cria uma cultura de melhoria contínua.

Conteúdo exclusivo para assinantes da revista Téchne

Outras opções