Proposição de ações para melhoria da produtividade da mão de obra na concretagem de estruturas reticuladas: aplicação do método Delphi | Téchne

Artigo

Proposição de ações para melhoria da produtividade da mão de obra na concretagem de estruturas reticuladas: aplicação do método Delphi

Autores investigam as ações que, na opinião de construtores, apresentam melhor custo-benefício

Edição 226 - Janeiro/2016

Manuela Modesto Dantas
Engenheira civil da Construtora Norberto Odebrecht, mestre pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) em Gestão da Produtividade na Construção Civil
mmdantas@odebrecht.com

Ubiraci Espinelli Lemes de Souza
Professor-doutor da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP), pesquisador na área de gestão dos recursos físicos e consultor na área de produtividade
ubiraci.souza@produtime.com.br

Inserido em um cenário de busca por melhorias no setor da construção civil, o estudo da produtividade surgiu como uma ferramenta importante para auxiliar no desenvolvimento da gestão dos recursos das construtoras. Relatório da Ernst & Young publicado em 2014 destacou alguns fatores estruturais que justificam maior foco na produtividade da construção civil: custos crescentes e impactos na rentabilidade, carência de mão de obra especializada e aumento da complexidade dos negócios, devido à gestão de múltiplas obras simultâneas resultante do crescimento das empresas nos últimos anos, aliado ao cenário de restrição de recursos.

Ademais, a indústria da construção civil na década passada passou por transformações intensas, como a formalização das empresas, qualificação dos trabalhadores e expansão dos investimentos. Ou seja, assistiu-se efetivamente a um ambiente mais favorável ao crescimento da produtividade conforme trabalho realizado pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

O estudo de 2012 confirmou e quantificou o ganho da produtividade na construção civil da ordem de 1,2% ao ano de 2003 a 2009. Um resultado que vem ao encontro da percepção dominante das empresas, ou seja, de que a produtividade realmente evoluiu no período pesquisado. No entanto tanto o estudo quanto a pesquisa mostraram que essa evolução poderia ter sido melhor, e que nos anos recentes o crescimento da produtividade está sendo sobreposto pelo aumento dos salários. Dessa forma, gestores têm enfatizado a importância do treinamento da mão de obra, adoção de novos métodos construtivos, uso mais intensivo de máquinas e equipamentos e planejamento mais eficiente do trabalho e da produção, de modo a se obter ganhos consideráveis de produtividade.

Conteúdo exclusivo para assinantes da revista Téchne

Outras opções