Argamassa projetada | Téchne

Melhores Práticas

Argamassa projetada

Confira os cuidados para garantir qualidade e velocidade na aplicação mecânica do revestimento da argamassa

Edição 187 - Outubro/2012
Divulgação: ABCP

Planejamento prévio
A logística do canteiro que vai receber o sistema de projeção de argamassa precisa ser previamente pensada. A adoção de balancins maiores, por exemplo, garante melhor condição de trabalho ao operário. Além disso, a obra deve contar com frente de serviço maior, já que a velocidade da projeção frente à aplicação manual é mais rápida.

Divulgação: ABCP



Chapisco dispensável

Em alguns casos, dependendo da especificação do fabricante, o chapisco pode ser dispensado principalmente nas áreas de revestimento internas. Isso porque, com misturas adequadas, a aderência da argamassa projetada é melhor.

 

Divulgação: ABCP

Formulação correta
O mercado dispõe de argamassas industrializadas específicas para cada tipo de projeção. Quando o produto é entregue em silos, a dosagem adequada da mistura é garantida. Há também opção de adquirir o produto ensacado. É preciso sempre verificar as especificações do fabricante referentes ao teor correto de adição de água, controlando-o rigorosamente no momento da produção da argamassa.

 

Divulgação: Anvi

Misturando no canteiro
Além das argamassas formuladas especialmente para projeção via canequinha, a mistura para esse fim também pode ser virada no canteiro. No entanto, para garantir a formulação correta, o operário deverá seguir os traços de argamassa especificados pela construtora, garantido fluidez maior ao revestimento.

Marcelo Scandaroli

Produtividade garantida
É fundamental que, enquanto um pedreiro projeta a argamassa, outro comece o serviço de sarrafeamento na parte já executada. Isso é necessário porque a velocidade de aplicação da argamassa projetada é maior e exige que os acabamentos sejam feitos logo em seguida.

Divulgação: ABCP


Aplicação

Para qualquer que seja a via de projeção, o ideal é que a argamassa seja lançada de uma extremidade à outra da parede no sentido horizontal. A partir daí, o operário deve seguir os "cordões" até preencher completamente a parede. Nas fachadas, a aplicação deve começar a partir do último andar.

 

Marcelo Scandaroli



Manutenção do equipamento

A formulação correta da argamassa é um dos pontos cruciais para evitar entupimento da bomba projetora. Além disso, é preciso fazer a limpeza do mangote a cada intervalo de uso de mais de uma hora. Para isso, basta colocar uma esponja dentro do orifício ligado à bomba e projetá-la para fora com água.

 


Apoio técnico: Fábio Campora, diretor-executivo da Associação Brasileira de Argamassas Industrializadas (Abai), Elza Nakamura, especialista em argamassa, e Glécia Vieira, responsável pelo setor de edificações da Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP)