Variável concreta | Téchne

Projetos

Deformação lenta

Variável concreta

A fluência, fenômeno próprio do material, pode ser minimizada com projeto e execução adequados

Por Simone Sayegh
Edição 125 - Agosto/2007

Diversos pesquisadores têm-se empenhado em conhecer as propriedades do concreto, dentre elas a fluência. Trata-se de uma propriedade comum a diversos materiais. O fenômeno caracteriza-se pelo aumento gradual da deformação do material quando sujeito a uma tensão constante ao longo do tempo. No caso do concreto, pode-se concluir que, exatamente por aliviar as concentrações de tensões, a fluência possibilita que o concreto seja utilizado como material estrutural. "Essa propriedade é extremamente importante e benéfica, sob esse ponto de vista", explica a engenheira Inês Bataggin, superintendente da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e pesquisadora da ABCP (Associação Brasileira de Cimento Portland).

Como o próprio nome sugere, a deformação lenta do concreto ocorre ao longo de muitos anos. Estudos realizados pelo ACI (American Concrete Institute) demonstram que as deformações em corpos-de-prova de concreto são verificadas mesmo após 30 anos. Esses registros sugerem a tendência assintótica a um valor constante de deformação, se não houver modificações no carregamento ao longo do tempo. "No entanto, como o incremento de deformação após algum tempo passa a ser muito pequeno, esse conhecimento serve apenas a pesquisas acadêmicas", conclui.

Justamente por aliviar concentrações de tensões, o concreto tem ótimas propriedades estruturais, mas as deformações devem ser previstas a longo prazo

Algumas das causas básicas do fenômeno já foram determinadas, mas ainda há muitos pontos de relação a serem mensurados. De acordo com Inês, a perda da água intracristalina, sob pressão constante, parece ser uma das relações de grande importância na determinação do grau de fluência no concreto, o que pode sugerir que elevadas relações água/cimento sejam indesejáveis no que se refere ao controle do fenômeno. Assim como a fluência é sensivelmente influenciada pela disponibilidade de água do composto, diversas outras propriedades como módulo de elasticidade e resistência à compressão também geram variações nas deformações. A fluência é diretamente proporcional à relação água/cimento e inversamente proporcional aos valores de módulo de elasticidade e resistência à compressão. É importante que o concreto continue a apresentar ganhos de resistência após a aplicação de carga na estrutura, já que o peso próprio constitui um primeiro carregamento. Sabe-se ainda que a fluência diminui com o aumento das dimensões do elemento estrutural, portanto estruturas mais esbeltas requerem mais atenção.

É importante ressaltar que a variação volumétrica resultante da reação exotérmica de hidratação do cimento não interfere na fluência. É um fenômeno de comportamento não-linear do concreto quando submetido a uma tensão que ultrapassa a fase elástica. Quando a retirada da carga atuante dá lugar à volta de uma parte da deformação, o material está na fase elástica, enquanto que a parte correspondente à deformação além do limite elástico é irreversível. Do ponto de vista desse comportamento, o concreto é um material visco-elástico que tem sua deformação diferida ao longo do tempo.

PÁGINAS :: 1 | 2 | 3 | 4 | Próxima >>
Destaques da Loja Pini
Aplicativos