Edificações com paredes de concreto | Téchne

Tecnologia

Edificações com paredes de concreto

Edificações com paredes de concreto

Alexandre Pandolfo
Edição 118 - Janeiro/2007

DivulgaçãoLogo após a disseminação do uso do concreto armado como material estrutural, começou-se a tentar estender seu uso também como elemento de vedação. A parede de concreto em si pode, à semelhança de uma peça estrutural, ser moldada in loco, ou montada como uma peça pré-moldada. Vamos nos ater, neste artigo, aos sistemas de paredes estruturais moldadas in loco em obras verticais.

Nesse sistema construtivo, a atividade de coordenação de projetos é fundamental. Afinal, a sobreposição dos subsistemas de estrutura e vedação obriga a uma análise multidisciplinar da edificação. As paredes de concreto, ao constituírem tanto as fachadas e/ou paredes internas, como as linhas de pilares, devem ser olhadas e trabalhadas em duas frentes.

As paredes de concreto podem ser comparadas grosseiramente, para efeitos de dimensionamento, a linhas de paredes de alvenaria estrutural - com a constituição de arranjos que substituem elementos de barra por linhas contínuas de distribuição de cargas aos pavimentos inferiores.

Ao se lançar mão de grandes seções transversais verticais, as cargas passam a ter uma distribuição mais uniforme, o que gera um panorama de tensões de compressão bastante baixo. Usando-se costumeiramente concretos de mesma classe que o usual em arranjos do tipo viga-pilar, há como conseqüência a produção de peças finas - o que significa paredes pouco espessas (11 a 15 cm) com baixa taxa de armação. Usualmente em edifícios de 15 a 20 pavimentos utiliza-se taxa de armadura mínima já a partir do segundo ou terceiro pavimento.

Por imposição arquitetônica, nos pavimentos pré-tipo, é comum a ocorrência e necessidade da criação de peças de transição, responsáveis pela redistribuição de cargas uniformes em cargas concentradas em pilares convencionais - seja para áreas comuns do edifício ou para as garagens.

No que tange às soluções para as lajes, pode-se usar qualquer tipo de solução estrutural, seja maciça ou nervurada. Para fins de otimização de ciclo, é recomendada a introdução de uma junta, pelo menos, a fim de se otimizar o uso das fôrmas.

Elementos do processo construtivo
Ao se usar materiais como concreto e aço estrutural, a chave do processo construtivo está no bom equacionamento do sistema de fôrmas com relação ao tipo de estrutura. As fôrmas têm como exigências básicas: Suportar um número de utilizações suficiente. Para isso, as soluções de contato em tipo compensado plastificado são atrativas porque podem ser trocadas ou facilmente recuperadas.

Serem desmontáveis em conjuntos de dimensão adequada - aos ciclos e cargas de grua.Usualmente, são interessantes módulos de 12 a 18 m2 com massas da ordem de 1.200 a 1.500 kg.É interessante que as plataformas de trabalho - elementos de aprumo - façam parte do mesmo conjunto, otimizando operações de montagem e desmontagem.
 Possibilitem a fixação de caixilharia e instalações em seu interior, sem comprometimento

PÁGINAS :: 1 | 2 | 3 | Próxima >>
Destaques da Loja Pini
Aplicativos