NBR 10152, de acústica em edificações, é publicada após revisão

Foi publicada a NBR 10152 Acústica – Níveis de Pressão Sonora em Ambientes Internos a Edificações, que foi revisada desde outubro de 2014 pelo Comitê Brasileiro da Construção Civil (CB-002) da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). O texto vai substituir a NBR 10152 – Níveis de Ruído para Conforto Acústico, que está em vigor desde 1987.

A normativa estabelece procedimento para execução de medições de níveis de pressão sonora em ambientes internos a edificações; procedimento para determinação do nível de pressão sonora representativo de um ambiente interno a uma edificação; procedimento e valores de referência para avaliação sonora de ambientes internos a edificações, em função de sua finalidade de uso; valores de referência de níveis de pressão sonora para estudos e projetos acústicos de ambientes internos a edificações, em função de sua finalidade de uso.

De acordo com a Associação Brasileira para a Qualidade Acústica (ProAcústica), uma das principais novidades é a Tabela 3, que traz novos valores de referência para ambientes internos de uma edificação de acordo com o uso e apresenta valores de referência em RLAeq, RLASmax e RLNC para 48 ambientes, distribuídos em 10 diferentes categorias.

Os valores de referência em RLAeq possuem correlação com os valores de diferença padronizada de nível ponderada especificados pela NBR 15575 – Edificações Habitacionais – Desempenho. “Quando o LAeq externo à edificação residencial for superior aos critérios da ABNT NBR 10151, os valores de referência apresentados na Tabela 3 da ABNT NBR 10152 podem não ser atendidos, mesmo que o desempenho acústico de isolamento da fachada da edificação esteja em conformidade com o estabelecido pela ABNT NBR 15575 (Partes 4 e 5)”, explica Krisdany Cavalcante, coordenador da Comissão de Desempenho Acústico de Edificações (ABNT/CB-02/CE-02:135.01).

Outra novidade, segundo Cavalcante, foi a atualização das questões de instrumentação e calibração, cujas normas passaram por duas importantes atualizações entre 1987 e 2017. “Isso aumenta a segurança na aplicação da norma, tanto para medição quanto para situações de projeto”, diz.

Vale lembrar que, diferente da Norma de Desempenho, a NBR 10152 vai além da aplicação em edifícios residenciais, abrangendo empreendimentos comerciais, aeroportos, hospitais e outras edificações.

Veja também: