Morre aos 93 anos o engenheiro geotécnico Sigmundo Golombek

Morreu nesta sexta-feira (11), em São Paulo, Sigmundo Golombek, que tinha 93 anos. O engenheiro geotécnico foi o responsável por projetar grandes obras urbanas, como a Praça Roosevelt, em São Paulo, e obras de arte rodoviárias, como pontes e viadutos nas rodovias dos Bandeirantes e Imigrantes, além de diversos projetos por todo o País.

Nascido em São Paulo em 1923, Golombek se formou em engenharia civil na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) em 1946 e iniciou sua carreira na Geotécnica S.A., empresa de Odair Grillo. Em 1953 abriu a primeira empresa de consultoria independente na área de fundações e contenções no Brasil, a Consultrix. Naquela época, as empresas executoras de fundações também eram responsáveis por realizar os projetos.

O engenheiro também foi professor na Escola de Engenharia da Universidade Mackenzie por 19 anos, além da Fundação para o Desenvolvimento Tecnológico da Engenharia (FDTE), da Poli-USP e da FAUUSP. “Trata-se uma grande perda para a engenharia geotécnica brasileira”, comentou Ilan D. Gotlieb, presidente da Associação Brasileira de Empresas de Projetos e Consultoria em Engenharia Geotécnica (ABEG). “Golombek deixou um exemplo de trabalho, ética e competência técnica insuperáveis”, completou.

“Meu pai viveu para o trabalho”, disse o presidente da Consultrix desde o ano 2000, Milton Golombek. “Ele comparecia diariamente à empresa até 2001, deixando de fazê-lo apenas em função de problemas de saúde”.

Golombek, que deixa cinco filhos, 10 netos e 10 bisnetos, será sepultado no domingo (13), as 11h30, no Cemitério Israelita do Butantã, na Av. Eng. Antônio Eiras Garcia, 5.530 – Jardim Educandário, em São Paulo.

 

Veja também: